Agrupamento de Escolas de Barrancos

AUTOR DO MÊS NA NOSSA BIBLIOTECA

By , 14 de Janeiro de 2012

Urbano Augusto Tavares Rodrigues


(Lisboa, 6 de Dezembro de 1923)

é umescritor português.

Filho do escritor Urbano Rodrigues, nasceu em Lisboa e passou a infância em Moura. Criado no seio de uma família de proprietários abastados, recebeu as influências das gentes do campo, o que marcou indelevelmente a sua obra escrita. De novo em Lisboa, ingressou na Faculdade de Letras, onde se licenciou em Filologia Românica. Foi leitor de português nas universidades de Montpellier, Aix e Paris, entre os anos de 1949 e 1955, época em que se encontrava impedido de exercer a docência em Portugal, por motivos políticos. Depois do 25 de Abril de 1974 regressou a Portugal. Em 1984 obtém o doutoramento em Literatura, com uma tese sobre a obra de Manuel Teixeira Gomes.

Em 1993 jubila-se como professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, continuando a exercer a docência na Universidade Autónoma de Lisboa Luís de Camões. É membro efectivo da Academia de Ciências de Lisboa e membro correspondente da Academia Brasileira de Letras.Autor prolífico e prestigiado da segunda metade do século XX em Portugal, a obra de Urbano, que está traduzida em diversas línguas, tem como característica principal a tomada de consciência do indivíduo face a si mesmo e aos outros, processo que se desenvolve até ao reconhecimento de uma identidade social e política. Tem, além disso, colaboração dispersa por publicações variadas, entre as quais o Bulletin des Études Portugaises, Colóquio-Letras, Jornal de Letras, Artes e Ideias, Vértice, Nouvel Observateur, etc, tendo sido director da revista Europa e jornalista de O Século e de O Diário de Lisboa, periódicos onde fez crítica teatral. Enquanto repórter, percorreu grande parte do mundo, tendo reunido os seus relatos de viagem nos volumes Santiago de Compostela (1949), Jornadas no Oriente (1956) e Jornadas na Europa (1958) entre outros livros de viagens que mais tarde publicou.

Recebeu variados galardões literários, como o Prémio Ricardo Malheiros, da Academia das Ciências de Lisboa com a obra Uma Pedrada no Charco em 1958 (é de salientar que o seu pai, Urbano Rodrigues, já tinha vencido este prémio na edição do ano de 1948 com a obra O Castigo de D. João), Prémio da Associação Internacional de Críticos Literários, Prémio da Imprensa Cultural, Prémio Vida Literária – atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores, Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco.

Leave a Reply